[Anime] Claymore

Sinopse: Quando um demônio que muda de forma, com sede de carne humana, conhecido como “yoma”, chega à vila de Raki, uma mulher solitária com olhos prateados entra na cidade com apenas uma espada nas costas. Ela é uma “Claymore”, um ser fabricado como meio humano e meio youma, com o propósito expresso de exterminar esses monstros. Depois que a família de Raki é morta, a Claymore salva sua vida, mas ele é posteriormente banido de sua casa. Sem ter para onde ir, Raki encontra a Claymore, conhecido como Clare, e decide segui-la em suas jornadas. 

Writings by a random kid: Manga: Claymore 150: The Returning Blade

Variante de uma espada escocesa, a Claymore é uma espada de gume duplo que deve ser manejada com as duas mãos. Possui aproximadamente o tamanho de quem a empunha e é feita sob encomenda, assim como a da protagonista, justificando o nome da obra. O universo da história tem como base nossa época medieval, sendo possível identificar pelas roupas, armas e a forma como funcionava sua economia. Também temos um toque do supernatural com a adesão dos “yomas“, que são uma espécie de yōkai (demônio) do folclore japonês e que são fundamentais para o desenvolvimento do enredo. Assim como na maioria dos shonens, temos protagonistas muito bem definidos, mas sempre com espaço para as histórias dos personagens secundários, o que deixa a trama ainda mais completa. Isso é importante para entender as motivações de cada personagem e principalmente para entender quem são os vilões e quem são as vítimas.

O mangá pode ser dividido em dois arcos, entretanto, o anime adaptou apenas o primeiro. O primeiro arco foca principalmente no amadurecimento da Clare, seu relacionamento com o Raki e as outras Claymores que ela conhece durante as batalhas contra os yomas. Esse arco é bem sério e obscuro por causa dos questionamentos que são levantados, e os tons escuros escolhidos para a paleta de cores da animação transmitem muito bem essa atmosfera. Além disso, as cores auxiliaram a definir melhor o horários que determinados ações eram realizadas, principalmente por que nem sempre essa informação ficava clara no mangá. Em algumas cenas, as cores dão uma nova dinâmica ao acontecimento e isso fica nítido em uma cena onde uma cidade está em chamas, dando uma visão distinta ao do mangá. O início de ambos é bem semelhante, apesar de alguns acontecimentos ocorrerem em locais diferentes, por exemplo: no mangá se começa no deserto e no anime na floresta. No geral, até o episódio 20, existem poucas diferenças entre a obra escrita e a animação. 

Curte sangue, monstros e duelo de espadas? Claymore é a pedida ...

A primeira grande diferença é a quantidade de flashbacks. No mangá são poucos os momentos em que a história volta ao passado, e todas elas são necessárias, uma vez que contém informações importantes, então os flashbacks costumam ser maiores. No anime, existem muitos flashbacks curtos que apesar de interessantes, nem sempre são necessários. Outra cena que sofre leves alterações é a luta principal da Teresa, isso por que a forma como ocorre a transformação de seus oponentes no mangá é diferente, o que influência diretamente na construção das habilidades das Claymores. Entretanto, acredito que o maior ponto negativo até o episódio 20 é o pouco destaque dado aos homens de preto em comparação ao mangá, que já é pouca no primeiro arco. Um detalhe importante é a forma como as vozes impactam na experiência do telespectador, já que existe alterações entre a voz humana e a voz dos despertados.

O segundo arco do mangá é o mais importante, pois é nele que descobrimos toda a verdade por trás das Claymores e temos o amadurecimento total da Clare e do Rakin, além de termos as melhores cenas de lutas e diálogos. Infelizmente esse arco não é retratado no anime, e mesmo se fosse, seria diferente. O anime foi lançado na temporada de primavera de 2007, enquanto o mangá só finalizou  sua publicação em 2014, o que justifica a grande diferença entre o final do primeiro arco do mangá e o do anime. A partir do episódio 20 começam mudanças sutis, mas é apenas no 21 que o enredo é alterado a ponto de influenciar o final da história, o que faz com que o episódio 26 seja completamente diferente do que os leitores esperavam. Ainda assim é possível ver que os produtores tinham expectativas de continuar o anime, mas talvez tenham desistido após a grande diferença em relação ao anime, fazendo necessário a criação de um roteiro mais original.

Ficha Técnica

Mangá
Volumes: 27
Capítulos: 159
Autor(es): Norihiro Yagi (História e Arte)
Gênero: Ação, Aventura, Fantasia, Horror, Shounen
MAL: Clique aqui

Anime
Temporadas: 01
Episódios: 26
Estúdios: Madhouse
MAL: Clique aqui

Revisão: Dany Souza | Imagem da capa: divulgação. Edição: Mateus Morais

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s