[Análise] A Cinco Passos de Você

Nós precisamos ser tocados por quem amamos quase tanto quanto precisamos do ar que respiramos.”

Essa é a citação que ajuda o espectador a se introduzir na historia de amor do filme “A Cinco Passos de Você” dirigida por Justin Baldoni (2019), que a todo momento nos traz o seguinte questionamento: O toque humano é realmente importante?

Antes da pandemia, talvez muitos dissessem que não, no entanto, após dois meses de distanciamento social, há quem esteja surtando com essa situação. Portanto, imagine você não poder tocar, em nenhuma circunstância, o grande amor de sua vida. Indo mais a fundo: e se sua saúde e a de seu companheiro depender da distancia entre vocês? Esse é o drama adolescente protagonizado por Haley Lu Richardson e Cole Sprouse.

A cinco passos de você sob a perspectiva da Psicologia Hospitalar ...

Stella Grant (Haley Lu Richardson) é uma jovem de dezesseis anos que tem sua vida limitada devido à fibrose cística, doença crônica hereditária que que danifica principalmente os pulmões, levando a personagem a viver boa parte de sua vida no hospital, sendo submetida a tratamentos e acompanhamentos médicos. Lá, Stella conhece Will Newman (Cole Sprouse), portador da mesma anomalia com um diferencial que agrava seu estado: ele carrega consigo a bactéria B. cepacia, que aumenta ainda mais a necessidade do distanciamento, já que pessoas portadoras de fibrose cística devem manter uma distancia de seis passos entre si, para assim evitar o risco da contaminação cruzada. Logo isso se torna um problema, quando os jovens começam a perceber que algo além da amizade está crescendo entre eles.

O roteiro foi escrito por Mikki Daughtry e Tobias Iaconis, que escreveram juntos com Rachael Lippincott o livro de mesmo nome. A história que os dois nos oferecem é um tanto chapada: a menina que se interessa pelo menino rebelde, que passam a conviver juntos e em algum momento da historia vão brigar, mas depois irão fazer as pazes e enfatizar o quanto ambos estão apaixonados. É algo que já vimos no cinema, com o diferencial dos atores e da doença. Logo, é impossível não tornar a obra previsível, que por sua vez, atrapalha na formação do clímax. Por mais que tentem nos lembrar que a qualquer momento os personagens principais podem morrer, a lentidão no primeiro e no segundo ato interfere no acolhimento dessa informação.

Apesar de ambos atores principais e os coadjuvantes terem se saído bem, não podemos negar que Haley Lu Richardson brilhou mais que os demais, sua delicadeza entregou ótimas cenas dramáticas e românticas. Cole Sprouse independentemente de ter entregue uma boa atuação, não consegue se distanciar do personagem “Jughead Jones” da série “Riverdale“. Moises Arias, o intérprete de Poe, que também possui a mesma anomalia que sua melhor amiga Stella, fica com a missão de trazer leveza e bons sorrisos, tarefa essa que ele gabarita com êxito.

Em aspectos visuais, nada foge do comum. A paleta de cor azulada e os tons pastéis ajudam na criação do ambiente hospitalar. Os enquadramentos apesar de serem simples, usufruem bem dos planos abertos, recurso que se mostra bastante eficaz na utilização dos extremos, que tem o intuito de reforçar a ideia do distanciamento entre os personagens.

A cinco passos de você" estreia nesta semana · AeP

A trilha musical é um tanto apelativa. A escolha de colocar bandas indies para compor o filme força um dramalhão que muitas vezes não é cabível naquela cena, como exemplo a cena em que Stella encontra Poe no corredor após terem discutido.

A Cinco Passos de Você” é mais um filme na lista de dramas românticos teen, isso não podemos negar. No entanto, não deixa de emocionar, mesmo que seja forçadamente. Se a intensão da película era arrancar lágrimas e você está atrás de algo que te faça chorar, esse é o filme certo para você. Contudo, se você não é fã de clichê, talvez você devesse procurar outra coisa para assistir, mas deixo claro que levando em consideração a atual luta contra a Covid-19, talvez esse filme lhe ajude a entender a importância do distanciamento social e da prevenção.

7,0/10

 

 

 

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s