[Análise] Bloodshot

Sinopse: Bloodshot é um ex-soldado com poderes especiais: o de regeneração e a capacidade de se metamorfosear. Assassinado ao lado da esposa, ele é ressuscitado e aprimorado com a nanotecnologia, desenvolvendo tais habilidades. Ao apagarem sua memória várias vezes, ele finalmente descobre quem é e parte em um busca de vingança daqueles que mataram sua família.

Resultado de imagem para bloodshot

Baseado em uma HQ da editora da Valiant, Bloodshot nos apresenta a um Anti-Herói pouco conhecido pelo grande público. Criado por meio da parceria dos artistas Kevin VanHook, Don Perlin e Bob Layton em 1992, sua popularidade fez com que o personagem ganhasse um título próprio. A origem do personagem nas hqs tem algumas versões, no qual poderia se escolher uma para se basear e apesar de ter algumas semelhanças com a origem dada em 1996, a proposta do filme pode ser vista como uma nova versão. Isso é um ponto que achei muito interessante, pois, o longa começa com um ritmo interessante, sendo muito bem trabalhado em seu início, principalmente as cenas de ação. Além disso, temos alguns personagens como alívio cômico, que apesar de funcionarem bem, não acredito que seriam necessários. Vale ressaltar que, essas cenas iniciais serão mais proveitosas para quem não viu o trailer, já que muito dos acontecimentos e revelações importantes são mostrados anteriormente.

Por se tratar de um anti-herói que não é tão conhecido pelo grande público, acredito que se quis dar uma nova roupagem para o personagem, para ser tornar mais agradável, já que as histórias do Bloodshot nos quadrinhos são mais pesadas. Isso influencia na escolha da sua nova origem, na escolha das habilidades que ele iria ter no filme, já que não são todas que aparecem e principalmente no momento de desenvolver um vilão. E justamente por isso, o filme começa bem e termina mal. Isso por que, da metade pro final, tudo começa a ficar muito corrido, com soluções simples de roteiro e ações sem explicações. As cenas de luta, apesar de serem legais no decorrer do filme, não superam as da primeira metade do longa e acabam sendo superficiais. Por causa disto, a trama acaba se perdendo e transforma Bloodshot, em mais um filme de ação genérico.

Apesar de não funcionar bem como um filme de anti-herói, para os telespectadores que gostam se filme de ação, Bloodshot pode ser uma boa pedida de passatempo. E caso vá assistir, não se esquece de voltar aqui depois e comentar o que achou.

6.4 / 10

3 comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s