[Análise] O Grito

Sinopse: Em uma casa, uma maldição nasce após uma pessoa morrer em um momento de terrível terror e tristeza. Voraz, a entidade maligna não perdoa ninguém, fazendo vítima atrás de vítima e passando a maldição adiante.

Resultado de imagem para o grito 2020

Conhecido como um dos clássicos do terror japonês, O Grito (2004) dirigido por Takashi Shimizu, apesar de não ser aclamado pela crítica tem um espaço no coração dos amantes de filmes de terror. Por isso, o diretor Nicolas Pesce tinha a difícil tarefa de trazer uma proposta diferente e inovadora, fugindo um pouco da proposta já trazida por seu antecessor para poder fazer um bom filme. Normalmente, adaptações americanas de filme japoneses em sua maioria são bem ‘qualquer coisa‘, principalmente em se tratando de filmes de terror, e infelizmente esse é mais uma prova disso. 

A proposta do filme é até interessante, já que ele traz diversas referências ao original e tenta contar a história sob diversas perspectivas, já que é como se a maldição estivesse se espalhando, inclusive como se fosse uma continuação do original, mas é só. O roteiro é fraco e não sabe trabalhar bem o material proposto, sendo entregue de qualquer maneira e sem dar medo, tentando dar no máximo sustos. As atuações são bem medianas, o que eu não culpo tanto os atores, já que temos como parte do elenco um ator tão bom quanto John Cho, que diferente do que mostra o trailer, ele tem uma participação bem insignificante. Inclusive, é importante ressaltar que o maior problema do filme é que ele não dá medo, e até os sustos são tão previsíveis que você não leva, e é como se fosse uma cena qualquer. Resumindo, é mais um filme de terror, com um história genérica e mal elaborada.

Entretanto, apesar de não ser um dos melhores filmes de terror, é um longa que dá pra assistir para passar o tempo. Se você gosta desse gênero e quiser ver algo, é uma boa pedida pra se entreter.

5.9/10

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s