[Análise] As Panteras

Sinopse: Nova adaptação cinematográfica da série policial Charlie’s Angels, sucesso na década de 1970. Sabina Wilson (Kristen Stewart), Jane Kano (Ella Balinska) e Elena Houghlin (Naomi Scott) embarcam numa perigosa missão global, a fim de impedir que um novo programa de energia se torne uma ameaça para humanidade.

Imagem relacionada

Acredito que não somente eu, mas muitas pessoas acreditavam que provavelmente As Panteras seria apenas mais um reboot qualquer e que não entregaria nada demais – Fico feliz em dizer que estava errada! O filme é muito divertido, fazendo com que você dê diversas risadas. Isso é ainda mais forte ao podemos ter a visão de uma pessoa que é despreparada para as missões exercidas pelas panteras, ou seja, alguém que é gente como a gente. Juntamente com isso, temos ótimas cenas de ação, lutas muito bem executadas e sacadas bem legais. Outra fator importante é o enredo, que é bem estruturado e inteligente, fazendo com que fiquemos sempre atentos, esperando pelo que vem depois.

Pra mim, muito mais que seus antecessores, a mensagem de empoderamento feminino é muito explícita e forte no longa, que é justamente o que mais me agrada. Talvez você, leitor, esteja se perguntando como isto é trabalhado, por isso vou deixar mais claro:

Primeiro ponto: Uma das protagonistas, a Elena, é simplesmente a engenheira chefe de seu departamento, sendo que esses papéis de chefia normalmente são interpretados por homens.

Segundo ponto: Podemos ver outras ‘autoridades‘ que são personagens femininos, que não só na franquia das Panteras, mas em filmes de ação em geral, são majoritariamente masculinos.

Terceiro ponto: A importância das mulheres se ajudarem e que não precisam fazer tudo sozinhas. De forma leve e indireta, o filme retrata bem a questão de ‘mulheres ajudam mulheres’, sempre mostrando a relevância desses laços criados.

Além de todos esses motivos para assistir o filme, eu vou te dar mais dois: O primeiro é bem superficial, que é o fato de terem cenas no Brasil. Apesar de serem rápidas, ainda é algo bem legal! O segundo são as referências e participações especiais presentes, que remetem a série (1976) e ao primeiro reboot (2000). 

Levando em conta tudo que já foi dito, quero reforçar que vale muito a pena ir ao cinema para ver As Panteras. Então, não perde tempo e chama as amigas pra uma saída e vão aproveitar esse filme juntas!

Informação Importante: Tem cenas “pré-créditos“. A última é antes de subir os créditos finais.

9.1/10

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s