[Análise] Modern Love (Amazon Prime)

[Atenção: este texto contém SPOILERS]

Modern Love (Amor Moderno em PT-BR) é uma série antológica produzida pela plataforma Amazon Prime, baseada em histórias inicialmente publicadas numa coluna do jornal New York Times. Com 8 episódios em torno de 30 minutos cada, a série, como diz o título, fala sobre relacionamentos modernos.

Sinopse:

Uma amizade improvável. A reaparição de um amor perdido. Um casamento em seu momento decisivo. Um encontro que pode não ter sido um encontro. Uma nova família não convencional. São histórias únicas sobre alegrias e tribulações de amor, cada uma inspirada por um artigo pessoal real da adorada coluna do New York Times, “Amor Moderno.”

O que falar sobre o amor nos dias de hoje? O que é viver o amor ou um relacionamento num mundo repleto de coisas novas e modernidade? O quanto os relacionamentos atuais se distanciaram do modelo padrão imposto pela comunidade há, sei lá, tantas e tantas décadas? O que é realmente conviver com o outro e a suas diferenças? Todas essas perguntas são respondidas em cada episódio da série, que retrata as relações entre as pessoas de modo cru e real, longe do romantismo piegas comum das comédias românticas que estamos acostumados.

Nada mais do que a vida real em sua naturalidade, a série traz as idas e vindas de alguns casais e os primeiros encontros de outros. Mostra a fragilidade humana e como eles lidam com isso, como lidam com a rejeição e seus próprios problemas: aqui nem todos os finais são o típico “e viveram felizes para sempre”. Por mais que um casal termine junto, a lição final é entender o próximo e lidarem juntos com as adversidades da vida.

O destaque vai para o episódio 3, estrelado por ninguém menos que Anne Hathaway, intitulado “Me Aceita como Eu Sou, Quem Quer Que Eu Seja”. Um episódio que começa de forma animada e vai te levando a conhecer a verdadeira história, talvez o episódio mais cru e ao mesmo tempo mais delicado. Aqui é contada a história de uma das melhores advogadas da cidade com o potencial de se tornar a pessoa mais bem-sucedida no ramo, porém destruída por um severo problema psiquiátrico: transtorno bipolar. Quando digo que o episódio é “cru” é por retratar a vida dessa mulher em seus altos e baixos e como esse transtorno interfere diretamente na forma como ela vive sua vida. Como ela lida com seu trabalho quando está num dos seus piores dias? Como ela lida com os amores? Ou talvez, como os amores lidam com ela? Eles estão dispostos a entrar na vida da pessoa que passa por um problema tão grave que demanda tamanha atenção e compreensão?

A monstruosa atuação de Anne Hathaway emociona a qualquer pessoa que assista e sim, querendo ou não muitas pessoas se identificam com a situação apresentada: qualquer pessoa que sofra de algum transtorno seja ele ansiedade, depressão, bipolar ou qualquer outro de qualquer natureza precisa que o companheiro(a) seja presente e compreensivo. E a maior lição que esse episódio traz é que você não precisa passar por isso sozinho(a), que existem pessoas próximas e que estão dispostas a estarem com você – isso independente de uma relação amorosa, aqui a amizade entre duas pessoas se torna o pilar essencial para a resolução do episódio. E mais do que estar bem com outra pessoa, a lição primordial é estar bem consigo mesmo(a) e aprender a viver a sua vida, seguir em frente mesmo com dificuldades. E quem for entrar na sua vida, o aceite como é, do jeito que você é, quem quer que você seja.

O fechamento da série (o episódio 8) é belíssimo e além de contar uma linda história de amor maduro, ela mostra como todos os acontecimentos estão interligados, se passando no mesmo universo – numa cena sensacional de Jane Alexander correndo na chuva enquanto todos os outros encontros e desencontros são mostrados como um grande “easter egg”.

A série agradou tanto que apenas duas semanas após o lançamento a sua renovação para uma segunda temporada já foi anunciada pela Amazon, com previsão para estrear em 2020. Se você assim como eu é fã de boas histórias, segue essa dica e vai assistir Modern Love (Amor Moderno), garanto que não vai se arrepender!

Nota: 10/10

Links:

Modern Love é renovada para segunda temporada

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s