[Dica] Stop Motion: Um colírio para os olhos

Provavelmente você já assistiu ou ouviu falar de filmes Stop Motion, técnica que é bastante utilizada em curtas e longas. Você tem noção de como surgiu, do que se trata ou como são elaborados? Aqui vamos falar um pouco da história dessa técnica, do que se trata e parte do making off desse método que encanta os olhos de diversos telespectadores ao redor do mundo.

Resultado de imagem para stop motion viagem a lua

Em 1902, o  mágico e ilusionista francês George Mélies se utiliza da técnica do Stop Motion para incrementar seus truques, com o intuito de encantar as pessoas, e com isso alcança um importante marco para o cinema, com o curta Viagem à Lua. O filme, com o auxílio deste método, mostra uma tripulação chegado à Lua com um foguete. Apesar de ter surgido como uma oportunidade de incrementar seus truques de ilusionismo, durante o séc. XX, a técnica de Stop Motion foi desenvolvida e aprimorada por diversos diretores, sendo alguns deles: James Stuart (percursor do cinema animado), Émile Cohl, Arthut Melbourne e o próprio Tim Burton.

Entretanto, no início do processo cinematográfico, a técnica proposta pelo Stop Motion era utilizada como base para a elaboração de efeitos especiais em curtas e longas de ficção. Isso ocorria principalmente pela tecnologia simples com qual se trabalhava na época, em comparação as atuais. Essa técnica era muito utilizada em filmes de robôs e monstros, onde os cineastas utilizavam a movimentação quadro a quadro. Isso pode ser visto em uma das sagas cinematográficas mais famosas da Cultura Pop, Star Warsonde George Lucas mostra sua habilidade em efeitos visuais.

Resultado de imagem para stop motion making of

O termo Stop Motion, de acordo com o Cambridge Dictionary, se caracteriza por “imagens em movimento criadas ao filmar um objeto e movê-lo levemente entre cada quadro”. Em português, sua tradução literal significa  “movimento parado”. Isso se dá por que Stop Motion se trata de uma técnica no qual o mesmo objeto é fotografado sequencialmente em ângulos diferentes com leves alterações. Essas sequências fotográficas se dão em média por 24 frames por segundo, sendo  que cada uma dessas fotografias retrata um quadro do plano, possibilitando a criação de animações com efeito de movimento. Após fotografados, os quadros são montados em películas cinematográficas para dar a impressão de movimentação. Também podem ser adicionadas falas ou músicas nessa mesma fase.

Esse fenômeno científico se dá a uma ilusão que se denomina persistência da visão. Isso ocorre por que o olho humano guarda as imagens formadas na retina por uma fracção de segundos após sua percepção, mesmo que a informação já tenha desaparecido. Pela imagem ficar retida na retina por alguns segundos, quando o frame seguinte é exibido, o anterior começa a desaparecer. Esse processo ocasiona a sensação de movimento que temos quando assistimos filmes com essa técnica. É importante ressaltar que para que essa ilusão ocorra, é necessário no mínimo 12 frames por segundo para poder ‘enganar’ o cérebro.

Para a elaboração dos personagens e cenários, usam-se materiais distintos com modelos reais, sendo um dos mais comuns a massa de modelar. Isso por que é necessário que o material seja resistente e maleável, já que as gravações tendem a durar meses. Dentro destes materiais, muitas vezes tem um sistema de juntas mecânicas, com articulações complexas para facilitar a movimentação na hora de alterar a posição dos personagens.

Imagem relacionada

Para finalizar, é importante ressaltar um dos animadores mais relevantes dessa geração, o cineasta Tim Burton. Inspirado por filmes de terror e os irmãos Quay e Jan Svankmajer, muitos de seus trabalhos trazem referências a esses artistas, sendo um dos primeiros, VicentSuas obras são caracterizadas por cenários densos e carregados, com uma leve pegada gótica, com clara influência de filmes de terror, sendo comum elementos com tons surrealistas. Seu primeiro longa com essa técnica veio em 2005, A Noiva Cadáver.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s