[Crítica] Mamma Mia! Lá Vamos Nós de Novo

Sinopse: Um ano após a morte de Donna, sua filha Sophie está preste a reinaugurar o hotel da mãe, agora totalmente reformado. Para tanto convida seus três “pais”, Harry, Sam e Bill e as eternas amigas da mãe, Rosie e Tanya, ao mesmo tempo em que precisa lidar com a distância do marido Sky, que está fazendo um curso de hotelaria em Nova York. O reencontro serve para desenterrar memórias sobre a juventude de Donna, no final dos anos 70, quando ela resolve se estabelecer na Grécia.

Resultado de imagem para mamma mia! here we go again

Sempre que se decide fazer uma sequência de um filme tem o risco de não alcançar o sucesso ou a qualidade do primeiro filme e com esse não foi diferente. O primeiro filme, Mamma Mia, trata-se de uma adaptação de um musical da Broadway. Já o segundo, teve uma liberdade na hora de escrever o roteiro, o que infelizmente pode ter sido o motivo de ter tantas pontas soltas no filme. Uma desses questões é a aparição de personagens sem uma explicação plausível. Outra falha no roteiro é o fato de o primeiro pretendente que Donna encontra é o Sam, sendo que no primeiro filme é dito que o primeiro que ela conhece é o Harry.

Apesar do roteiro fraco e previsível em alguns momentos, existem pontos muito fortes. A fotografia, atuações, coreografias e as cenas da juventude da Donna são de longe o ponto alto desse filme. Começando pela fotografia que é muito boa, cores fortes e brilhantes na maior parte das cenas, principalmente na maior parte das cenas de músicas. Quando falamos das atuações, a primeira que vem a cabeça é a da Lily James, atriz que interpreta a Donna jovem e faz jus a atuação da Meryl Streep no primeiro filme, mas também é importante ressaltar a de todo elenco que representa os personagem na sua juventude, que são maravilhosos. Entretanto, nem todos conseguem esse destaque. A Cher, infelizmente não é bem aproveitada, sendo sua personagem totalmente dispensável, sendo simplesmente jogada, principalmente por ela está supostamente morta.

Agora, a parte mais importante de um musical: a trilha sonora. Bom, tem algumas performances que são tão boas ou até melhores em relação ao primeiro filme, entretanto algumas são totalmente dispensáveis. Warteloo, Why Did It Have To Be Me?, Super Trouper e a nova apresentação da música Mamma Mia são exemplos de performances maravilhosas, que você quer participar dela. Mas como nem tudo são flores, as versões de One Of Us, Fernando e a repetitiva performance de Dancing Queen são modelos do que não colocar no filme.

Imagem relacionada

Resumindo, Mamma Mia: Here We Go Again, é um filme divertido, apesar de previsível, e que vale a pena dar uma conferida, principalmente pra quem gosta do primeiro. Eu recomendo e espero que você goste.

7.3 / 10

 

Anúncios

Autor: kathysant

Gestora em Turismo, diva do Olar e escritora em tempo livre

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s