[Crítica] Made in Abyss

Ultimamente, estou um pouco ocupado para ver os animes da temporada atual, porém irei assisti-los para entregar mais um top 5, aqui, em breve.

Esta crítica é sobre um novo projeto meu de fazer uma análise individual do melhor anime de cada temporada, e talvez farei para o segundo colocado no futuro também.

Sinopse: O enorme sistema de cavernas, conhecido como Abismo, é o único lugar inexplorado no mundo. Ninguém sabe até onde vai esse poço titânico habitado por criaturas estranhas e maravilhosas e cheio de misteriosas relíquias antigas desconhecidas pelo homem moderno. Gerações de ousados aventureiros foram atraídas pelas profundezas do Abismo. Com o passar do tempo, aqueles corajosos o suficiente para explorar o perigoso fosso passaram a ser conhecidos como “Cave Raiders”. Em Oosu, a cidade à beira do Abismo, vive uma pequena órfã chamada Rico, que sonha em se tornar um caçadora tão grandiosa como sua mãe foi e resolver o grande mistério do fosso.

Num primeiro momento, Made in Abyss me atraiu pelos belos cenários contidos em seus PVs e pela história de mistério e aventura contida na sinopse. Do mesmo jeito que me atraiu nesses aspectos, ele me afastou pelo design dos personagens. Como já disse uma vez, eu não curto design tão caricato e infantil quando se tem um enredo mais sério e adulto. Há ainda aquelas pessoas que só de verem o traço nem assistem por achar que é um anime para criança.

Resolvi dar uma chance, pois eu tinha mais motivos para assisti-lo do que para o contrário, e até mesmo o design me agradou, nem que seja um pouco, por me lembrar dos traços do estúdio Ghibli.

Os três primeiros episódios do anime já me conquistaram, pois essa pequena quantidade de minutos de tela com eles foi o suficiente para me apegar aos personagens e quase chorar no terceiro episódio.

A partir do quarto episódio, eles finalmente entram no Abismo. Falando nele, que é o foco principal do anime, é algo com muitos mistérios, segredos, criaturas e lendas. Resumindo, é algo que eu, definitivamente, amo.

O enredo da história se constrói de maneira um pouco lenta, mas isso não me incomodou. Cada nível do abismo tem suas características e o andamento sendo devagar, nos dá mais tempo para observar suas peculiaridades e fechar a história de forma satisfatória.

A Riko e o Reg são personagens muito bons. Qualquer um cria empatia com eles, pois é muito fácil gostar da alegria da Riko e entender os problemas de Reg. Mesmo sendo duas crianças, eles nos mostram personalidades e responsabilidades de adultos às vezes, pois sabem o quão perigoso é estar no Abismo e estão dispostos a fazer qualquer coisa para superá-lo.

Sobre a animação, eu não tenho o que reclamar, foi simples e complexa nos momentos certos. Mas tenho que elogiar os backgrounds desse anime que são belíssimos! Muito bem detalhados e muito bem feitos. Só de assistir ao PV você verá o que eu estou lhe dizendo.

A trilha sonora é excepcional. É impressionante como uma música acertada consegue crescer bem uma cena e em Made in Abyss tem muito isso. As OSTs são, por muitas vezes, letradas, o que me faz gostar ainda mais. Inclusive, até hoje, eu as escuto de tão boas que são.

O ambiente da narrativa é muito legal, com muito senso de aventura e mistério, porém eu achei as coisas fáceis demais para duas crianças irem tão longe. Só na quarta camada que eles encontraram sua primeira dificuldade. Esse é o único ponto que tenho a reclamar.

Gif ID: 196549

Concluindo, Made in Abyss é um anime de ação, aventura e sci-fi que nos engana pelo seu design infantil, mas nos traz problemas e características bem adultas, tornando-o num drama que, provavelmente, vai lhe fazer chorar, assim como me fez. Recomendo a qualquer um dar uma chance assistindo aos três primeiros episódios.

9/10

Anúncios

Autor: arturdidier

Anime, séries, filmes, jogos, sushi, açaí, chocolate, música boa, master chef, Canadá e cultura japonesa. Não precisa ser nessa ordem, depende do dia. Meio humana, meio exatas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s