[Crítica] Homem-Aranha: Homecoming

Sinopse: 

O Jovem Peter Parker/Homem-Aranha (Tom Holland), que estreou em ‘Capitão América – Guerra Civil‘, começa a navegar em sua identidade recém descoberta como super-herói em Homem-Aranha: De Volta ao Lar. Emocionando com sua experiência com os Vingadores, Peter volta para casa, onde vive com sua Tia May (Marisa Tomei), sob o olhar atento de seu novo mentor Tony Stark (Robert Downey Jr.). Peter tenta voltar a sua rotina diária normal – se distraindo por seus pensamentos para provar a si mesmo que é mais do que apenas o bom amigo da vizinhança, o Homem-Aranha. Mas quando o Abutre (Michael Keaton) emerge como um novo vilão, tudo que Peter tem como importante será ameaçado.

Resultado de imagem para homem aranha de volta ao lar

Olar, cabeças de teia! É com grande emoção que vós digo: O AMIGO DA VIZINHANÇA ESTÁ ENTRE NÓS!
Após tempos sombrios no qual o Peter Parker era descolado com seu skate, um herói nato e não aparentava ter grandes problemas na vida, a volta a “Casa das ideias” foi digna de aplausos em pé ao fim do filme.

Existem atores que simplesmente se encaixam com naturalidade ao personagem, e com Tom Holland no papel de Peter Parker, é assim que acontece. Essa “naturalidade” sempre foi algo que me incomodava nos atores que já interpretaram o “teioso“. Apesar de gostar do Homem-Aranha do Tobey Maguire, o ator já contava com uma certa idade e isso incomodava. Já o interpretado por Andrew Garfield nem se comenta, aquele não era o Peter Parker e fim de historia. Porém, dessa vez ele está lá, o garoto atrapalhado, que não é popular, que é inteligente e caçoado, que não consegue chegar na garota que gosta e contar a ela o que sente – isso é de arrepiar.

O filme segue sua sequência de acertos, e explora como nunca o Peter Parker. A vida pessoal do garoto, como ele se comporta, como é o caminho dele para se tornar um homem, e isso foi uma grande sacada. Não precisamos da origem do Herói, já nos foi mostrada muitas vezes e poderia ser um tanto cansativo e previsível.  Essa jornada do herói não acontece, ele até chega a contar, mas é tão sucinto e natural que vocês terão que prestar atenção para ouvir.

Resultado de imagem para homem aranha de volta ao lar

Peter não põe o traje e vira um herói, longe disso. É mostrado o garoto tentando se habituar ao traje e ao seus poderes, ele não nasceu pronto pra isso, o que é deixado bem claro. Ele falha, ele comete erros e depois, talvez, ele domina suas habilidades e isso é outro grande ponto positivo. O filme mostra um jovem que retrata muito bem os jovens atuais tentando ser um super herói. Pegar um personagem icônico como o Aranha, e dar uma roupagem atual é uma tarefa muito difícil, contudo, o tom aqui é muito acertado, nem exagerado e nem bobalhão demais. Apenas um adolescente. Apenas o Peter Parker que merecemos.

O elenco está muito bem, com uma ressalva ao Flash Tompson, no qual não consegui digerir, um tipo de Flash “modernizado”, que é apenas um nerd, riquinho e inconveniente, quando o que se espera é um antagonismo a persona do Peter. Mas isso chega a ser minúsculo em comparação ao figurino, cores do filme, cenário, enredo…

Falando de personagens, tenho que citar a vocês que o melhor amigo e “Cara da cadeira”, (assistam e entenderão) o ator Jacob Batalon é um verdadeiro toque de Midas, humor no ponto certo e flutua ao redor do personagem principal acrescentando um brilho a mais ao longa.

O vilão, amigos, o vilão.
A ameaça do filme vem com um personagem que é nível C na galeria de vilões do Spider. O Abutre para quem não nunca leu as HQs, é apenas um velho com asas, ameaça quase nula, aqui, foi feito com tanto cuidado, com tanto esmero que foi o suficiente para carregar um filme de abertura de saga. Michael Keaton deu um ar vilanesco e em certos takes, assustador ao vilão. Conseguiu fazer com que fosse ameaçador e ao mesmo tempo algo que o Homem-Aranha poderia combater.

Resultado de imagem para homem aranha de volta ao lar

Eu poderia ( e até gostaria), de contar a vocês mais coisas sobre o filme. Falar sobre todas as referências, mas deixarei isso para o nosso OlarCast (Podcast), no qual dissecaremos o filme.

Tudo que posso acrescentar é que foi um filme redondo, foi uma ótima apresentação e abertura de saga. Com certeza voltarei mais vezes ao cinema, pois vale muito a pena. Então se ainda estava em dúvidas, não tenha. Corra para o cinema e se impressione com esse maravilhoso filme do seu amigo da vizinhança, O HOMEM-ARANHA.

9.5 / 10

Anúncios

Autor: PH. Moneta

Host da D11 e o mais hiperativo do rolê.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s